quinta-feira, 28 de março de 2013

EPA Eleva o Status da Investigação de Alta Resolução


Como nós, da ECD, já dissemos em vários comentários, postagens, conversas, etc, como aqui
ou aqui , ou lá atrás em 2011 , a investigação é a fase mais importante do processo de gerenciamento de uma área contaminada.
A EPA sempre reconheceu isso, porém, agora ela sistematiza, chamando a investigação de alta resolução (High Resolution Site Characterization - HRSC) de "estado-da-ciência", pois enfatiza os detalhes das heterogeniedades, reduz as incertezas do modelo conceitual, é aplicável a qualquer site e é considerada "Best Manage Practice".
O site em que a EPA fala sobre a HRSC é obrigatório para quem trabalha no setor de áreas contaminadas.
Vale lembrar que a ECD é pioneira no Brasil nesse tipo de técnica.
Ano passado, na apresentação que fizemos no VIII Seminário Internacional de Remediação e Revitalização de Áreas Contaminadas, tratamos desse assunto, e continuamos a defender essa bandeira sempre que temos a oportunidade, afinal, mesmo a Remediação sendo a "menina dos olhos" no mercado brasileiro, hoje existe o consenso de que a coleta de dados, ou seja a investigação, é a etapa que vai determinar o sucesso da Remediação.
Indo mais a fundo, a boa investigação significa um trabalho que consiga determinar adequadamente as heterogeneidades do meio. Se as heterogeneidades ocorrem em escala de centímetros, certamente a investigação deve ter, no mínimo, essa resolução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário