terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Balanço 2010

O ano de 2010, para a ECD foi tudo, menos um ano "calmo", como, aliás, é de se esperar quando se trabalha com sondagens.
Iniciou de modo ótimo, com a nossa presença na Envirofield Conference, do David Nielsen: muitas idéias, muitos planos, muita tecnologia, técnicas e equipamentos de ponta que foram sendo aplicadas aos poucos na ECD. Muitas delas ainda não conseguimos implementar, mas vamos chegar lá.
Nos primeiros meses após a nossa volta dos EUA, a demanda por serviços caiu muito, o que nos impediu de fazer novos investimentos. Ficamos, realmente, numa situação desconfortável financeiramente falando, mas  não deixamos cair o padrão de qualidade e técnica. Tivemos que reduzir 1 equipe de sondagem

A partir de julho, com o fim da Copa do Mundo, a demanda voltou a crescer, e dessa vez, de modo assustador. Durante essa recuperação e aumento exponencial da demanda, surgiu um novo problema: alguns colaboradores deixaram a empresa: os Engenheiros para trabalhar em outra atividade (Consultoria e Segurança no Trabalho) e alguns auxiliares de sondagem para trabalhar na Construção Civil.
Como todos sabem, o crescimento do país nesse ano foi avassalador, bem como a demanda por mão-de-obra, de modo que é o menor índice de desemprego da História. Isso reflete na nossa empresa, pois foi muito difícil encontrar novos auxiliares de sondagem com o padrão conhecido da ECD.
Tentamos indicação, agência de empregos, anúncios, etc, e foi difícil reunir uma equipe boa
Por fim, a ECD chegou no final do ano tendo que recusar serviços, tamanha era a demanda. Em dezembro estávamos com as equipes completas e, se conseguíssemos arranjar mais 3, poderíamos montar mais uma que a demanda absorveria, ou seja, acabamos o ano em um pico de alta (que significa, obviamente, um alto nível de stress para suportar)
Em 2010, a ECD participou de vários eventos, cursos e outros, como o Programa de Mestrado em Engenharia Civil e Ambiental, as aulas e palestras que foram ministradas para o curso de Engenharia Ambiental na UNESP/Sorocaba, o Groundwater Camp, do Programa PIA. Essas participações ajudaram nas idéias e inovações que a ECD pretende implementar para 2011.


Nesse período de reflexões, resolvemos retomar as idéias do início do ano: aumentar a tecnologia agregada aos serviços da ECD, de modo que seja minimizada a necessidade da força física humana. Assim, os trabalhos "pesados" serão realizados preferencialmente por máquinas, e consequentemente, os trabalhadores "sofram" menos, o que está de acordo com o princípio do "trabalho justo". Concomitantemente, a qualidade, eficiência e rendimento dos serviços tende a ser maior.


Enfim, apesar dos percalços, 2010 foi um ano muito bom para a ECD, e esperamos que 2011 seja ainda melhor!!!!!


Feliz 2011 a todos os colaboradores, fornecedores e parceiros

ECD nas consultorias

A ECD sempre busca a excelência em seus serviços. Por isso, está sempre estudando, atualizando, testando novos equipamentos, entre outras medidas.
Não é nenhuma novidade que a ECD presta serviço para diversas consultorias ambientais, e é com muita satisfação que vê suas equipes e equipamentos ilustrando o site de uma dessas consultorias parceiras, mostrando que atingiu um padrão de qualidade elevado. O link para o site:

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Hollow Furando Laterita?

Durante os meses de novembro e dezembro de 2010, uma Sonda Hidráulica Hollow Stem Auger da ECD, a ECD-S500 esteve no Espírito Santo, instalando poços de monitoramento.
Até aí, nenhuma novidade, tanto a ECD quanto outras empresas fazem isso todos os dias.
A novidade está no material perfurado: Uma camada de laterita que variava entre 4 e 8 metros!!!!!

Todos sabem que esse equipamento não é apropriado para perfurar esse material, mas para atender um cliente importante de uma consultoria parceira de longa data da ECD, encaramos o desafio (difícil, não podemos negar) extremamente custoso em termos de tempo, dinheiro e material e conseguimos instalar cerca de 20 poços 12-15 metros. Interessante ressaltar que, abaixo da laterita, ainda havia uma camada de 2-4 metros de material extremamente consolidado, pra piorar ainda mais.
Como é na situação adversa que conseguimos dar saltos qualitativos, a ECD desenvolveu, para esse trabalho, uma sapata especial, que ajudou na segunda metade dos trabalhos.
Esperamos que esse desafio estimule ainda mais a equipe ECD a se modernizar cada vez mais e buscar sempre a excelência nos trabalhos de investigação ambiental.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Grounwater Camp - Programa PIA/2010

Marcos Tanaka Riyis, diretor da ECD Sondagens Ambientais participou, junto com outros 23 profissionais, do Groundwater Camp, uma etapa do Programa PIA desenvolvido pela Câmara Ambiental do Comércio de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo.
O Programa visa capacitar tecnicamente os profissionais que atuam no Gerenciamento de Áreas Contaminadas.
Foi um curso e treinamento "hands on" excelente, que certamente contribuiu muito com a formação dos profissionais que lá estiveram.
Além disso, o evento permitiu uma grande troca de experiências, práticas e idéias. Os profissionais tinham diversas formações (Geólogos, Engenheiros, etc), origens geográficas (São Paulo - capital e interior, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul) e origens profissionais (Consultorias, Setor Público, empresas terceirizadas de sondagem e amostragem, etc), o que melhorou ainda mais o nível do evento e a troca de informações.
Os docentes convidados (Vicente Aquino Neto, da CETESB, Claudia Varnier, do Instituto Geológico e Paulo Negrão, da Clean) fizeram ótimas explanações, esclareceram muitas dúvidas dos profissionais e permitiram um debate aberto e uma riquíssima troca de idéias e experiências.

O primeiro dia foi dedicado à contrução, projeto, instalação e desenvolvimento de poços de monitoramento, de acordo com a norma brasileira 15.495 (partes 1 e 2), e contou com uma demonstração em campo da instalação de 1 poço de monitoramento realizado pelo método Hollow Stem Auger com uma sonda montada sobre esteira, da marca Geoprobe.
Além da excelente parte teórica, mostrando os detalhes da norma e o que realmente é para ser levado em conta na instalação de um poço de monitoramento (e dificilmente é feito na prática, ou seja, a maior parte dos poços de monitoramento estão fora da norma), foi possível observar, na prática, as dificuldades e imprevistos que ocorrem durante a sondagem. Os imprevistos contribuem para que existam poços de monitoramento mal instalados, mas, pelos relatos dos professores e alunos, os maiores erros ocorrem devido ao desconhecimento técnico, que esse evento visa minimizar.

O segundo dia foi dedicado à Hidrogeologia, teoria, execução e interpretação dos ensaios mais utilizados: Slug Test, Bail Test e Ensaio de Bombeamento. Percebeu-se que saber a condutividade hidráulica é muito mais difícil que apertar os botões do Aquifer Test.

O terceiro e último dia foi dedidcado à amostragem de água subterrânea de acordo com a norma de purga e amostragem NBR 15.847. Um tema de certa forma polêmico e com uma série de variáveis, que foi muito bem explorado. Mais uma vez ficou claro que fazer o trabalho corretamente e dentro das normas faz uma enorme diferença na interpretação dos resultados, e que isso, obviamente, tem diferença no custo.

Para a ECD, o evento foi riquíssimo, em termos de conteúdo, de idéias para melhorar a prática das sondagens e amostragens, de troca de idéias, de divulgação do nosso trabalho, de conhecer pessoalmente as pessoas com quem só conversamos ao telefone, e especialmente, a ECD sente que pôde dar sua contribuição para que os trabalhos de investigação e remediação de áreas contaminadas fiquem cada vez melhor.

A única ressalva é que um evento desse nível e desse gabarito não contou com a presença maciça dos profissionais que atuam na área, especialmente das consultorias. Recomendo fortemente que esses profissionais estejam nos próximos cursos do programa. Realmente vale a pena

Sorocaba, 16 de novembro de 2010

 1o Dia - Apresentação Vicente

 3o Dia - Apresentação Paulo Negrão

2o Dia - Ensaios Hidrogeológicos (Não, não é hora de folga...)
 Vejam a distância do campo de provas para a sede do hotel: exercício não faltou...

 No final, a prova

domingo, 7 de novembro de 2010

Mestrado em Geotecnia - Aula Prática - CPTu

Marcos Tanaka Riyis, diretor da ECD Sondagens Ambientais, aluno do Programa de Mestrado em Geotecnia da UNESP/Bauru, participou, entre os dias 18 e 21/10/2010, das aulas práticas do curso de Investigação Geoambiental, ministradas pelo Professor Doutor Heraldo L. Giacheti.
Essas aulas trataram, basicamente, de ensaios de campo para investigação geotécnica, como Cone Mecânico, Cone Elétrico, CPTu, Cone de Resistividade, Ensaio de Infiltração, DTSH, entre outros.
Foram utilizados diversos equipamentos de propriedade do laboratório da Faculdade de Engenharia de Bauru (FEB) da UNESP.

A ECD pretende adaptar alguns desses ensaios para suas atividades de investigação ambiental de áreas contaminadas, por isso, as aulas tiveram uma enorme importância, para conhecer os equipamentos e para uma riquíssima troca de idéias entre os demais alunos e os docentes do Departamento de Engenharia Civil da FEB/UNESP.

Abaixo algumas fotos que ilustram as atividades

 Mão na massa: operando a Sonda


Alunos professores e equipamentos


Cravação do Piezocone


Transportando a máquina


sábado, 6 de novembro de 2010

Palestra - Investigação de Áreas Contaminadas

Marcos Tanaka Riyis, diretor da ECD Sondagens Ambientais, ministrou uma palestra sobre Investigação de Áreas Contaminadas para alunos do Programa de Mestrado em Geotecnia da UNESP/Bauru.
A palestra ocorreu no dia 03/11, em transmissão via satélite a partir do Campus da UNESP em Sorocaba-SP. O enfoque foi em Sondagens e amostragem de solo e de água subterrânea para fins de Investigação Ambiental. O convite partiu dos Professores Doutores Anna Silvia Peixoto e Heraldo Giacheti, da FEB/Bauru e atendido com muito prazer pela ECD, que se sente honrada em colaborar com o programa e com os professores

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Palestra na UNESP/Sorocaba

No dia 17/08/2010, Marcos Tanaka Riyis, Diretor da ECD Sondagens Ambientais, ministrou uma palestra sobre Investigação de Áreas Contaminadas para os alunos do Programa de Mestrado em Engenharia Civil e Ambiental da UNESP/Bauru.
A palestra foi feita no Campus de Sorocaba e transmitida via satélite para os demais Campi: Guaratinguetá e Bauru, durante a aula da disciplina "Recuperação de Áreas Degradadas", sob a responsabilidade do prof Doutor Alexandre Marco da Silva.
O enfoque foi nas metodologias de sondagem e amostragem de solo e água subterrânea utilizados pela ECD nos seus trabalhos prestados para diversas consultorias.
A participação dos alunos foi muito ativa e a palestra serviu para que os profissionais de outras áreas conheçam mais sobre o tema "Áreas Contaminadas".

sexta-feira, 26 de março de 2010

Fotos Treinamentos Equipes Sondagem - fevereiro e março/2010

Fotos dos testes de equipes, equipamentos e ferramentas realizados no campo de provas da ECD entre fevereiro e março/2010

Fotos dos Treinamentos - fevereiro e março/2010

Equipe Hollow Stem Auger: Sondagem com amostragem de solo contínua via Direct Push e instalação de poço de monitoramento a 22 metros (NA= 6 metros)

Equipe Hollow Stem Auger: Arrumação do canteiro e novo suporte

Fotos Treinamentos ECD - fevereiro e março/2010

Equipe Hollow Stem Auger - Amostragem de Solo Direct Push por dentro dos Trados Ocos

Treinamento faça chuva ou faça sol - Marcos, Celso e Dennis tomando chuva

Equipe Hollow Stem Auger - sondagem com amostragem de solo contínua para instalação de poço de monitoramento a 18 metros (NA=6 metros)

Equipe Hollow Stem Auger - novo suporte

Treinamentos - 2010

Foi finalizada, em março/2010, a primeira rodada do ano de treinamentos das equipes de campo.
Foram realizados treinamentos teóricos e práticos para todos os colaboradores: Geólogos, Engenheiros Ambientais, Técnicos, Estagiários, Encarregados, Equipe de Manutenção, Sondadores e Auxiliares de Sondagem
Os treinamentos teóricos para as equipes de Sondagem tiveram o objetivo de compreender melhor as etapas do Gerenciamento de Áreas Contaminadas e o papel que a sondagem desempenha nesse processo, incluindo os cuidados com saúde e segurança e, em especial, coim a qualidade dos trabalhos, que se refletem fortemente na coleta de dados das consultorias que nos contratam. Para as equipes de Amostragem de Água Subterrânea e Monitoramento Ambiental (Engenheiros e Estagiários), o enfoque foi: as novas tendências do mercado, novas tecnologias de investigação ambiental (observadas na North American Environmental Field Conference, entre outros) e a nova norma ABNT que está na fase final de elaboração. Para o pessoal da pesquisa e manutenção, foram estabelecidas metas para o desenvolvimento de equipamentos, máquinas e ferramentas para melhorar a qualidade e aumentar ainda mais a produtividade das equipes de sondagem.
Os treinamentos práticos foram feitos em um campo de provas da ECD. As equipes de amostragem de água subterrânea fizeram várias amostragens via Low Flow (Low Flow Sampling) com diversos equipamentos, em diversos poços com várias profundidades. As equipes de sondagem fizeram vários tipos de sondagem, com todos os equipamentos, diversas configurações, instalaram muitos poços de monitoramento e realizaram várias e várias amostragens de solo.
Todas as atividades práticas foram filmadas, editadas e, posteriormente, debatidas com as equipes.
A Direção da ECD considera que essa série de treinamentos foi um marco para a empresa, que conseguiu, além de capacitar tecnicamente todos os envolvidos, integrar todos e uniformizar os procedimentos de campo. Abaixo algumas fotos desses treinamentos:



Treinamento - Equipe Trado Mecanizado - Sondagem 10 metros para instalação de Poço de Monitoramento

Treinamento - Equipe Trado Mecanizado - Arrumação do Canteiro de Obra


Equipe de Trado Mecanizado efetuando Amostragem de Solo com liner até 8 metros. Ao fundo, o diretor Mauro Tanaka Riyis filmando a equipe

Treinamento - Equipe Hollow no Trator - Arrumação do Canteiro de Obra com novo suporte

Treinamento - Equipe Hollow no Trator - Amostragem de Solo Direct Push com liner até 15 metros


Treinamento - Equipe Hollow no Trator - Sondagem com Hollow Stem Auger para poço multinível - 15 metros

Aulas na UNESP/Sorocaba

Desde março/2010, Marcos Tanaka Riyis, Diretor da ECD Ambiental e o Engenheiro Ambiental Dennis Akira Kagohara estão ministrando aulas para a turma de Graduação em Engenharia Ambiental na UNESP-Campus Sorocaba. Os dois são responsáveis pela disciplina "Gerenciamento de Áreas Contaminadas", com 2 créditos e irá durar todo o semestre.
Será um importante espaço de debate sobre o papel do Engenheiro Ambiental nesse mercado que se mantém em crescimento nos últimos 15 anos e que gera uma demanda pelo profissional. Infelizmente, não está presente nas grades da graduação das Universidades e faculdades de Engenharia Ambiental.
A ECD Sondagens Ambientais está ajudando a preencher essa lacuna, principalmente com a experiência prática dos trabalhos de campo.

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Mestrado em Geotecnia

Em 2010, Marcos Tanaka Riyis, diretor da ECD Sondagens Ambientais, foi admitido no programa de Mestrado em Engenharia Civil e Ambiental da FEB/UNESP, na modalidade Geotecnia, e será orientado pelo prof. Dr. Fabiano Tomazini da Conceição.
O resultado pode ser visto aqui
O Projeto de pesquisa deverá estar ligado às sondagens para fins ambientais, principal objeto de trabalho da ECD.
Essa participação no programa de mestrado deverá incrementar ainda mais a qualidade dos trabalhos da ECD e evidencia a preocupação da empresa com a atualização e melhora contínua dos seus profissionais.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Novo Equipamento - Trator

No início de fevereiro de 2010, a ECD colocou em funcionamento seu 4o equipamento mecanizado:
Depois de 2 Sondas Hollow Stem Auger montadas sobre caminhão e 1 Sonda Hidráulica Portátil, agora a ECD dispõe de um Trator como plataforma para uma Sonda Hidráulica Hollow Stem Auger. Além disso, ele ainda dispõe de um martelete hidráulico de alta capacidade acoplado, permitindo amostragem de solo contínua tipo "Dual Tube", ou concomitante com a sondagem com os Trados Ocos (Hollows), ou ainda a instalação de poços de monitoramento pré-montados (pre-packed).
A grande vantagem desse equipamento é a versatilidade de sites que ele pode trabalhar, pois existe muito pouca restrição ao seu acesso.
Até agora ele trabalhou em um site que o caminhão não poderia entrar, devido ao pouco espaço e também em um site onde foi preciso acionar a sua tração 4 x 4, por causa de um declive acentuado e um precário acesso em terra em um dia chuvoso. Graças à plataforma ser um trator traçado, o serviço foi executado.
Essa sonda tem capacidade para 20 metros de profundidade em solo "comum".
Para maiores informações, entre em contato com a ECD.

Abaixo, algumas fotos do equipamento:







domingo, 31 de janeiro de 2010

ECD na 2010 North American Environmental Field Conference and Exposition

Diretor Mauro Tanaka Riyis no Campo de Exposições Outdoor

A ECD esteve presente, entre os dias 12 e 15 de janeiro, na "The 2010 North American Environmental Field Conference and Expositionum", um dos eventos mais conceituados no segmento das Áreas Contaminadas, que ocorre a cada 2 anos em Tampa, Florida, promovido pelo famoso David Nielsen , autor de diversos livros sobre Investigação de Áreas Contaminadas.
Dentre os mais de 450 inscritos, havia participantes de diversas partes do mundo, como Polônia, Austrália, Israel, Nicarágua, Canadá e, naturalmente, Brasil.
A "delegação brasileira" foi composta somente de 4 pessoas, o que causou estranheza, uma vez que esse é um evento quase que obrigatório para quem trabalha nesse mercado. Nenhum dos brasileiros era de Consultoria Ambiental. Foram lá o Marcus Baessa, da Petrobrás, o Paulo Negrão da Clean, Marcos Tanaka Riyis e Mauro Tanaka Riyis da ECD Sondagens Ambientais.
Os representantes da ECD foram atrás das inovações no segmento de sondagens e amostragem de água subterrânea e viram muitas novidades e tendências que, em beve, farão parte do "arroz-com-feijão" das investigações ambientais no Brasil, mas que hoje são raridade, ou simplesmente desconhecidos do mercado nacional.
Dentre esses conceitos estão:
- Foco quase que total na investigação, e não na remediação, pois eles consideram que o entendimento do site e a elaboração de um modelo conceitual adequado e completo reduz muito significativamente o tempo e o custo da remediação. Em breve a ECD irá preparar um paper sobre esse assunto.
- Os equipamentos de análise, avaliação, investigação e tomada de decisão in situ, em diversas fases da investigação. Esse conceito, de "Expedite Site Assigment", está consolidado lá e ainda nem engatinha aui no Brasil. Curiosamente, muitos dos expositores e das apresentações dos trabalhos eram de Consultorias Internacionais com escritórios no Brasil.
- Equipamentos mais modernos e práticos, que facilitam o usuário.

A ECD acredita que deu um salto de 15 anos participando desse evento, e imediatamente tomou algumas medidas para incrementar os seus serviços:
- Desenvolvimento de um programa de treinamento com seus colabordores de todos os níveis: de Geólogos e Engenheiros a Auxiliares de Sondagem, para que a organização do trabalho seja semelhante ao que é feito no Exterior
- Desenvolvimento de ferramentas e tecnologias de sondagem e amostragem que adaptem os equipamentos nacionais às tarefas que são feitas atualmente, mas com ganho de eficácia e com as tarefas que serão pedidas pelas consultorias em um futuro próximo
- Importação de alguns equipamentos que não existem no mercado nacional
- Ampliação da gama de serviços prestados, que podem complementar o que é solicitado pelas consultorias

Por fim, a ECD ressalta os maiores pontos positivos da participação do evento:
- Observação do que é feito nos EUA e quais são as tendências lá para os próximos anos (e, consequentemente, no Brasil daqui a mais alguns anos)
- Atualização das técnicas e ferramentas
- Estreitamento dos laços com as empresas de sondagem e amostragem dos EUA e intercâmbio de informações
- Estreitamento dos laços com possíveis fornecedores de máquinas e equipamentos, em especial o pessoal da AMS e da Geoprobe.
- Encontrar os amigos brasileiros Marcus e Paulo, que coadunam com os mesmos ideais de um trabalho de investigação de áreas contaminadas realmente de qualidade.

A seguir, algumas imagens do evento

Diretor Marcos Tanaka Riyis ao lado de uma Power Probe-9700 da AMS

Diretor Marcos Tanaka Riyis ao lado de David Nielsen

domingo, 3 de janeiro de 2010

ECD na Envirofield Conference

Entre os dias 12 e 15 de janeiro de 2010, a ECD Sondagens Ambientais estará na "The 2010 North American Environmental Field Conference and Exposition" (www.envirofieldconference.com) em Tampa-FL.
É o maior evento sobre Áreas Contaminadas do mundo, promovido pela "The Nilsen Environmental Field School", do famoso David Nielsen.
Consultores, fabricantes e órgãos ambientais estarão expondo seus trabalhos e/ou demonstrando novos equipamentos.
A ECD será representada pelos diretores Mauro Tanaka Riyis e Marcos Tanaka Riyis e estará em busca de novas tecnologias, novos serviços e novos equipamentos para melhor atender seus clientes, as consultorias ambientais brasileiras.
Haverá um olhar mais apurado nos equipamentos e técnicas de sondagem, incluindo as "Sonic Drilling", as prováveis sucessoras das Hollow Stem Auger, atualmente usadas nos trabalhos ambientais e nos equipamentos de amostragem passiva, que deverão, a partir da entrada em vigor da nova norma ABNT de amostragem de água subterrânea, aumentar o uso aqui no Brasil. Mas o principal objetivo dessa participação da ECD será a troca de idéias com as empresas que atuam no exterior na área de sondagem ambiental, instalação de poços de monitoramento, amostragem de solo direct push e amostragem de água subterrânea elo método low flow ou baixa vazão.

Em breve, as notícias do evento